Com 30 anos de atuação, Grupo Teatral Unicórnio foi homenageado durante a Mostra Boca de Cena e apresentará “A vassoura da Bruxa” neste sábado

Categoria: Geral | Publicado: quinta-feira, abril 21, 2016 as 21:53 | Voltar

Considerada um clássico do teatro para crianças no Estado, a peça “A vassoura da Bruxa”, do Grupo Teatral Unicórnio, é uma das atrações da Boca de Cena – Mostra Sul-Mato-Grossense de Teatro e Circo 2016, e será exibida no dia 23 de abril (sábado), às 15 horas, no Teatro Aracy Balabanian, do Centro Cultural José Octávio Guizzo. Em setembro deste ano o Grupo completa trinta anos de história e foi homenageado pela Mostra.

O espetáculo estreou em abril de 1993 e já conta com mais de mil apresentações, dezenas de prêmios em festivais e uma plateia que ultrapassa gerações. A peça tem texto e direção de Jair de Oliveira e conta com Amélia Rocha, Cadú de Paula e o próprio Jair no elenco. Bruxelda, uma bruxa que ao ser convidada para uma festa descobre que sua vassoura voadora estragou bem na hora que ela precisava voar até o Morro da Caveira para participar do baile das Bruxas. O resultado desta peripécia, muita gente já conhece. Afinal, são mais de 20 anos de peça agregando pais e filhos, professores e alunos por todo o Estado.

São três décadas em que o Grupo Unicórnio teve papel fundamental na formação de plateia, de crianças e jovens aprendizes do teatro, trabalhando a conscientização de professores e diretores das escolas da Capital e do interior para que promovessem o teatro entre as crianças foi sempre a principal missão do Grupo. Ação esta que deu origem a uma longa temporada de Teatro por todo o Estado, chegando a ficar até 3 meses com peças em cartaz em municípios como Ribas do Rio Pardo, Camapuã, Terenos, Amambai, Costa Rica, Corumbá, Aquidauana, Três Lagoas, Dourados, Ponta Porã, Anastácio e outros tantos prestigiados a sentirem o espanto, a alegria, o sorrisos e aplausos. Por toda esta contribuição o grupo foi o homenageado desta edição da Mostra Sul-Mato-Grossense de Teatro e Circo 2016.

À frente do grupo, o diretor Jair de Oliveira conta como tudo começou: “Tudo o que tínhamos era a vontade de fazer teatro para crianças, e viver da nossa arte, mas há 30 anos isso era um sonho difícil de se realizar. Tive boas experiência com teatro infantil em São Paulo com alguns grupos. Lá fiquei amigo de Ivaldo e o trouxe para Campo Grande e montamos o Unicórnio junto com Amélia Rocha. Bom, o restante é isso aí, temos muita história para contar mas também muita ainda para construir”, brincou o diretor.

No início fizeram de tudo, misturando atores com bonecos e até palhaços em cena. “No começo era só nós três. Fazíamos manipulação de bonecos, palhaçarias e tudo o que podíamos criar”, contou Jair. Hoje, o Grupo é responsável por montagens clássicas no Estado, como: “A Vassoura da Bruxa”, “A Roupa Nova do Imperador”, “Histórias do Meu Quintal”, “O Sapo Encantado e Outras Histórias” e até a “A Onça Pintada põe as patas na estrada”. Mas não é só isso. Nesses 30 anos de palco, liderados pelo diretor Jair de Oliveira, foram dezenas de peças criadas e adaptadas, clássicos e sucessos que marcaram diferentes gerações do público sul-mato-grossense. Quem foi criança há 20 anos e viu algumas das peças clássicas na escola, pôde assistir novamente ao levar os filhos, sempre com uma adaptação e um olhar diferente de um produto cultural transformador.

Serviço – Os ingressos são gratuitos e limitados. Devem ser retirados uma hora antes do inicio do espetáculo na bilheteria do teatro. O Centro Cultural José Octávio Guizzo fica localizado na rua 26 de Agosto,453, entre a avenida Calógeras e a rua 14 de Julho. Mais informações pelo telefone 3317-1795.

 

Texto: Alexander Onça

 

Publicado por: jgribeiro

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.