Exposições 2009

Galeria Wega Nery:

Fevereiro/Março: Exposição “Borboletando” da artista plástica Nilvana Moreno Mujica. O trabalho da artista iniciou-se pelo desafio de retratar flores, pelas quais é fascinada desde a infância. As obras foram feitas a partir da pesquisa materiais como o tecidos, presentes em quase todas as telas. Chitões, rendas e outros tecidos foram sendo incorporados ao trabalho.

Abril/Maio: Exposição “O Redário” da artista plástica Ana Ruas. A exposição retrata a intervenção de uma esquina com muitas redes de diferentes cores que lá se em encontram, da sobreposição de tons e do cruzamento de linhas, questionando como é possível reinventar a urbanização e dialogar com o espaço. Tendo como inspiração a esquina da Avenida Afonso Pena com a rua Padre João Crippa, formada a céu aberto há 11 anos, cria uma nova estética para este espaço urbano. Um lugar bastante visível no cruzamento de ruas movimentadas.

Junho/Julho/Agosto: Exposição “No Meio do Mato Grande” do artista plástico Carlos Nunes. A exposição aborda temas aparentemente banais que são explorados numa gama de cores e formas e fazem com que as pinturas sejam ruidosas, inquietantes e provocadoras. Os personagens incorporados nos trabalhos possuem um estranhamento premeditado que faz com que o observador seja deslocado da percepção tradicional das formas para outras possibilidades visuais, tomadas de experimentações plásticas e combinações de materiais.

Setembro/Outubro/Novembro: Exposição “Isso aqui é muito Bonito”, dos fotógrafos da cidade de Bonito Alê Teixeira, Daniel De Granville, Catia Arantes, Fabiano Lucas, Orlando Jaques e Kiko Azevedo. A mostra fotográfica acontece na Galeria Wega Nery do Centro Cultural José Octávio Guizzo e será integrada por 18 obras que ficaram em exposição no 10° Festival de Inverno de Bonito. Elas registram de forma peculiar toda a exuberância da paisagem e cenas da cultura local, com a habilidade e intimidade de quem convive e conhece bem as belezas que a natureza da região oferece.

Novembro/Dezembro/Janeiro: Exposição de pinturas “4” nos permite ter uma medida da produção artística contemporânea em Campo Grande, reafirmando a pintura  como principal linguagem de expressão dos artistas locais. Uma oportunidade para se conferir diferentes poéticas apresentadas na obra de cada um dos participantes (Evandro Prado, Ana Ruas, Priscilla Pessoa e Zilá Soares).

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.