Exposições 2010

Galeria Wega Nery:

Março/Abril - A exposição “Minhas Primeiras Memórias” retrata imagens e lembranças da infância do artista Robert Espindola que as ajudaram a se encantar pelo mundo da arte. A técnica usada para a realização destas obras é mista sobre tela, as tintas são acrílicas misturadas com latéx, areia lavada, massa corrida e cola branca, utilizando tubos do tipo "catchup" para aplicar as "linhas" que formam os desenhos.

Abril/Maio/Junho - A exposição “Espaço Abstrato” será integrada por 15 pinturas que correspondem ao período de produção da artista no final da década de 1980 e início dos anos 2000. Áurea Katsuren configura como grande representante do abstracionismo da arte sul-mato-grossense, tendo participado de diversas exposições no Brasil e nas cidades de Kassel e Dusseldorf, na época que a artista residiu na Alemanha. O contato com as vanguardas internacionais deixou influências marcantes em sua produção, tendo incorporado alguns elementos do expressionismo abstrato em suas pinturas.
Foyer do Teatro Aracy Balabanian

Março – A coletiva expõe as obras de quatro jovens artistas: Andréa Gabínio, Justyne Cadamuro, Kaio Ratier e Thamyres Jaques, bacharéis em Artes Visuais pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. Sob o tema “Mulheres”, cada um deles apresenta uma produção que revela um olhar particular sobre o assunto.

 Junho/Julho - Na exposição “Capengas” a artista Marilena Grolli questiona o fazer das pessoas com uma dose trágica e cômica nas suas representações, satiriza o pensar dos outros em relação à feminilidade e a “fragilidade da mulher” pela representação dos brincos, sempre em forma de coração, sendo que a mulher é forte, expressiva e já provou seu valor tanto no fazer artístico quanto em outras áreas.

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.